Ops! A página que você tentou acessar não existe!
Conteúdo inválido
Esportes

Cláudio Tencati revela que foi procurado pelo Cianorte

Treinador prioriza curso da CBF e pretende trabalhar no exterior a partir de 2020
Tencati foi procurado pelo Cianorte, mas trabalho no exterior é prioridade para o momento (Foto: Ricardo Chicarelli/Grupo Folha)

Ao contrário do que muitos imaginam, ver Cláudio Tencati novamente no comando técnico do Cianorte Futebol Clube não seria uma ilusão ou um sonho impossível de ser realizado. Aliás, isso esteve próximo de ocorrer. O treinador, que começou no Cianorte, fez sucesso no Londrina e teve passagens recentes por Atlético (GO) e Vitória (BA), foi procurado pela diretoria do Leão do Vale recentemente, mas, apesar carinho que sente pelo clube, descartou um retorno imediato por ter planos de trabalhar fora do país.

Prestes a adquirir sua licença “Pro” junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Tencati, de 45 anos, em breve estará apto a trabalhar no futebol do exterior. Este, aliás, é um desejo antigo do próprio treinador e que está sendo viabilizado por seus representantes. Em entrevista exclusiva à TRIBUNA DE CIANORTE, ele admitiu que foi procurado pela diretoria do Leão do Vale, mas como as negociações para trabalhar fora do país estão em andamento, descartou a possibilidade de retornar agora ao Albino Turbay.

“Houve a procura? Sim. Já tivemos algumas conversas. Mas, também já deixamos um posicionamento. Não que a gente não queira voltar para o Cianorte. Este desejo existe, sim. Mas, temos um projeto com a empresa que eu trabalho e que está para se consolidar para um trabalho fora do país. Com a minha licença ficando pronta em dezembro, quando se encerra meu ciclo de cursos na CBF, estarei apto a trabalhar em um mercado fora do país. Meu representante pediu para aguardarmos e não fechar nada agora, pois ele já está trabalhando alguma coisa neste sentido. Estamos aguardando para que a gente possa tomar uma decisão mais para frente. Como sei que o Cianorte tem a necessidade de contratar um treinador logo, infelizmente, não podemos dar um posicionamento neste momento em função de que existe esse trabalho de estar buscando um mercado fora do país, o que é um desejo meu também”, explica Tencati.

Segundo Tencati, já houve outras ocasiões em que o técnico e o clube conversaram para acertar um possível retorno.

 “Sempre converso com a diretoria. O clube sempre se mostrou interessado para que eu voltasse para trabalhar em um momento ou outro. Eles têm um planejamento e um projeto muito bom, tanto que está se estruturando fisicamente. Tem um centro de treinamentos, tem suas instalações independentes e isso para um clube de futebol importantíssimo. É um clube que a gente não pode negar nada a respeito disso”, destacou.

HISTÓRIA

A história de Tencati com o futebol cianortense é antiga e teve início em 1993, quando ele participou de um projeto de categorias de base administrado pela prefeitura em parceria com a extinta Docian Alimentos. Este trabalho durou até o ano de 1996.

Em 1997, Tencati ingressou no futebol profissional trabalhando como preparador físico do até então “Cianorte Esporte Clube”, que vestia verde e branco. Nesta função, ele permaneceu até 2002, quando o clube passou por uma transição em sua administração, nascendo ali o “Cianorte Futebol Clube”, que começou com a administração de Marco Franzato e que hoje é conduzido por seu filho, Lucas Franzato.

Até o ano de 2005, Tencati trabalhou como auxiliar técnico da equipe profissional e treinador da equipe Sub-20. Sua jornada como técnico da equipe principal ocorreu entre 2006 e 2008, período em que ele comandou o clube em três edições do Campeonato Paranaense e outras três da Copa Paraná.

O elo com o time e a cidade é forte e, por isso, ele não escondeu da reportagem o carinho que sente pelo clube e garantiu que voltar a trabalhar no Leão do Vale é um dos seus objetivos futuros. Além disso, ele destacou a organização do clube, que deveria estar em um patamar bem maior, segundo ele.

“É um desejo, sim. Acompanho o trabalho do clube e acredito que é um clube que pode evoluir e ser um Operário, um Londrina, disputar uma Série C ou Série B. Até comentei com a diretoria, no mínimo uma Série C seria fantástico para o clube, ter um calendário nacional. Voltar a trabalhar com as categorias de base, já que existe um centro de treinamentos hoje. Na minha opinião, este é o caminho para quem quer mexer com o futebol. É uma pena que não tenha para 2020 a vaga da Série D. Se tivesse, já seria um outro projeto, um outro planejamento. Mas, um dia, esse será um desejo nosso também. Sou agradecido ao Cianorte porque, no futebol paranaense, se teve a visibilidade de Cláudio Tencati, foi em função da oportunidade que o Cianorte me deu para trabalhar. Reconheço o clube com um carinho e um respeito muito grande. Um dia, seja ‘daqui a pouco’ ou num outro momento, mas existe o desejo de trabalhar no Cianorte, sim”, concluiu  Tencati.

O auge de Cláudio Tencati como treinador ocorreu no Londrina durante sua primeira passagem. Em 2011, logo em seu primeiro ano, ele foi campeão da Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense e deu início ao processo recuperação do Tubarão. A partir dai, junto com o alviceleste ele conquistou um Campeonato Paranaense (2014); um acesso à Série C do Brasileiro (2014); um acesso à Série B do Brasileiro; e um titulo invicto da Primeira Liga (2017).