Saúde

Cianorte vai construir hospital de alta complexidade e com 242 leitos

Projeto arquitetônico da unidade hospitalar foi apresentado pela prefeitura à comunidade
No hospital terá 242 leitos terá capacidade de fazer atendimentos de alta complexidade (Foto: Divulgação/PMC)

A Prefeitura de Cianorte apresentou nesta terça-feira, 8, o projeto arquitetônico de um hospital regional para atendimentos de alta complexidade, que será construído a partir de 2020. A estrutura, que contará com uma área de 12.5 mil metros quadrados de construção, ficará localizada em uma área entre as avenidas Amazonas e Maranhão, próximo da antiga linha férrea. O projeto terá uma área útil de cinco pavimentos e contará com um total 242 leitos. O investimento estimado é de mais de R$ 53 milhões.

Com um conceito moderno e autossustentável, o novo hospital terá dimensão vertical, com térreo e outras quatro andares totalmente climatizados, com Unidade de Terapia Intensiva (UTI), incluindo neonatal, pronto atendimento adulto e infantil com acessos separados, centro cirúrgico e outros departamentos. Serão 207 leitos censáveis e 35 leitos não-censáveis.

“É um projeto que atende todas as legislações de bombeiros, vigilância sanitária e prefeitura. Haverá atendimento na rede terciária, inclusive alta complexidade. É um projeto para atender toda a demanda atual dos municípios que está dividida em dois hospitais. A edificação está composta por sistema de aproveitamento de água de chuva, iluminação em LED, ar-condicionado via ‘RF’, que é o sistema que consome menos energia, materiais ecologicamente corretos, livre de solventes e amianto. É uma edificação sustentável, inclusive com captação solar para aquecimento de água através de placa solar para apoio elétrico também”, explicou Carlos Marchesi, arquiteto e sócio proprietário da MEP Arquitetura e Planejamento, empresa responsável pelo projeto e especialista na área de engenharia hospitalar.

Divulgação/PMC

 

A expectativa é que as obras tenham início já em 2020, mais ainda sem uma data prevista. O prazo de conclusão, porém, deve ultrapassar 24 meses e, com isso, a obra não será finalizada durante a gestão do prefeito Claudemir Romero Bongiorno.

“Percebemos desde o início que precisaríamos focar na saúde. Tínhamos uma Santa Casa fechando, não tínhamos UPA, médicos não queriam trabalhar em Cianorte pela dificuldade de receber. Nós focamos e fomos trabalhar praticamente dentro da Santa Casa para restaurá-la. Isso era importante não só para Cianorte, mas para os 10 municípios da região. Foi isso que fizemos, restauramos a Santa Casa e abrimos a UPA. Mas, chegamos a uma conclusão, que Cianorte vem crescendo rapidamente e que se não começarmos logo a construção de um hospital, não iremos terminar. Não importa para mim quem vai ‘tirar a fita’, quem vai inaugurar, o que nós precisamos é começar”, afirmou Bongiorno.

O investimento total da obra estimado é de R$ 53.716.400,19. A primeira etapa da construção, que terá início no ano que vem, terá um investimento inicial de aproximadamente R$ 15 milhões, de acordo com Bongiorno. A continuidade das obras até sua finalização ficará sob a responsabilidade do novo prefeito, que assumirá a partir de 2021.

“Para começar, é preciso ter dinheiro. Reservamos um recurso, fizemos um financiamento à parte. Não tem recursos do Estado e nem da União. É um dinheiro que o município financiou, pois tem capacidade de endividamento. Estaremos investindo 15 milhões agora, para depois o outro prefeito dar continuidade”, explica o prefeito.

Com relação à Santa Casa, Bongiono afirma que o ideal seria unificar os atendimentos no novo hospital. Com isso, a prefeitura teria uma economia de R$ 58 mil mensais, valor pago pelo aluguel da Santa Casa.

“A ideia é que a Santa Casa vá para este hospital. Pagamos R$ 58 mil de aluguel no prédio onde a Santa Casa está. Levando isso para o hospital, deixaríamos de pagar este valor. A Santa Casa tem 101 leitos e não dá para colocar mais nenhum. Nós teremos neste novo hospital, mais de 200 leitos. Teremos uma estrutura para mais 15 ou 20 anos para frente”, conclui o prefeito.

Responsável pelo projeto do novo hospital, a MEP Arquitetura e Planejamento é a mesma empresa que ganhou a licitação para a construção da Unidade de Pronto Atendimento (Upa) de Cianorte, inaugurada em 2016.

Divulgação/PMC