Esportes

Cianorte se reapresenta e mira 1ª ‘decisão’ diante da Ferroviária

Primeiros 90 minutos do duelo que vale vaga nas oitavas de final da Série D acontece no próximo sábado, em Araraquara
Bolívar (esq.) e seu auxiliar, Patrício Boques (dir.). (Foto: Diego Menegon / Cianorte FC)

O elenco do Cianorte se reapresentou na tarde de terça-feira, 11, para dar início aos trabalhos com foco na Ferroviária, adversário da segunda fase do Campeonato Brasileiro Série D. O jogo de ida entre equipes está marcado para o próximo sábado, 15, às 17 horas, na Fonte Luminosa, em Araraquara (SP).

O bom desempenho da equipe na primeira fase, com quatro vitórias, um empate e apenas uma derrota, ficou para trás. De agora em diante, as disputas são no sistema de mata-mata, tratado pela maioria dos críticos como um “campeonato à parte”. O técnico do Leão do Vale, Bolívar, concorda com a tese, mas garante que a equipe está preparada para a sequência.

“Agora é outra competição. Serão 180 minutos onde enfrentaremos um adversário tradicional do interior paulista. Um time que está acostumado a ter confronto com grandes equipes do futebol paulista. É um adversário duro, complicado. Mas acho que o Cianorte, por ter passado por um grupo tão complicado na primeira fase, está preparado para fazer dois grandes duelos contra eles” afirma Bolívar em entrevista à TRIBUNA.

Por ter avançado em primeiro do seu grupo, o time cianortense tem a vantagem de jogar em casa o confronto de volta. Apesar disso, o treinador ressalta a importância de assegurar um bom resultado no jogo de ida, mesmo longe de seus domínios.

“O primeiro jogo é muito importante. É preciso ter inteligência para poder trazer a decisão para o duelo de volta, em casa. Vamos trabalhar bem nesta semana e focar bem naquilo que já sabemos sobre a Ferroviária, para que possamos neutralizar o que há de bom na equipe deles e fazermos um grande jogo” diz Bolívar.

O confronto decisivo valendo vaga nas oitavas de final está marcado para o dia 23, domingo, às 16 horas, no Albino Turbay. Quem avançar do duelo entre Cianorte e Ferroviária, enfrentará nas oitavas o vencedor do confronto entre Caxias e Avenida, ambos do Rio Grande do Sul.

ADVERSÁRIO PREOCUPADO COM A PONTARIA

A Associação Ferroviária de Esportes avançou para a segunda fase após terminar o Grupo A17 na vice-liderança com nove pontos ganhos. Em seis jogos, a equipe venceu três e perdeu três. Mas, o que vem tirando o sono da equipe realmente é a falta de gols: quatro até aqui. Para o atacante Jorge Eduardo, a pouca efetividade do ataque preocupa.

“Fazer apenas quatro gols em seis jogos preocupa um pouco, a gente treina bastante para isso, mas precisamos caprichar mais, está faltando isso para nós lá na frente. A gente consegue criar boas jogadas, chegamos perto do gol, mas estamos pecando. Criatividade temos, mas precisamos acertar o gol - explicou Jorge em entrevista ao site globoesporte.com.

O atacante da Locomotiva também comentou sobre o duelo diante do Leão do Vale.

“Se conseguirmos fazer um bom resultado em casa será muito bom, mas é um jogo de 180 minutos, então é importante marcar gols fora também. Temos que aproveitar o fator casa, mas se não der vamos brigar fora também”   concluiu.